Todo ponto de vista é apenas a vista de um determinado ponto.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

A força do detalhe

As duas esculturas mais famosas de Davi pertencem a dois gênios italianos: Michelangelo e Bernini.






Bernini buscou enfatizar em sua obra toda a tensão do personagem bíblico no momento exato em que este lança a pedra. Para isso esculpiu no mármore todas as possibilidades de expressão corporal e facial para que, no conjunto, o gesto e a dramaticidade fossem inigualáveis.







Já Michelangelo preferiu retratar Davi segundos antes de sua famosa ação contra Golias.
O artista representou um jovem com posição serena e relaxada. Notem bem os músculos, todos estão desarmados, não parece a pose de alguém que em alguns momentos vai entrar em uma briga.

Mas Michelangelo sabia que a história era drámatica, e que a escultura precisava de alguma tensão. Para alcançar isso ele não precisou de muita coisa, mas de apenas um detalhe:








Um único detalhe.








Depois de quase seis meses assistindo a aulas sobre a importância do detalhe, do mínimo, da essência na arquitetura... foi nas férias, à toa e sem nada pra fazer, passeando pelo google, é que eu fui entender.
Nós nunca sabemos de onde surge o arauto.

3 comentários:

Lucas disse...

ótimo blog, ótima postagem, já visito esse blog faz algum tempo, e enquanto vocês continuarem postando eu vou continuar lendo. Parabéns

Henrique Gonçalves disse...

Lucas, obrigado pelo comentário e também por nos acompanhar!
Coments como esse que nos fazem postar ainda mais!
Enquanto pessoas legais como vc estiverem lendo, pode ter certeza de que estaremos postando!
Abraços!

Faela disse...

Ótimo blog!
Bjs!
p.s.:Vc fez aula com a Maraliz?