Todo ponto de vista é apenas a vista de um determinado ponto.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

A Trajédia Farnsworth

Farnsworth, hoje, dia 16 de setembro, à tarde



Uma das consequências da passagem do furacão IKE pelo Sul dos States foi a total inundação da casa Farnsworth. As perdas materiais dessa inundação foram a destruição total dos móveis, infiltrações, descolamento dos mármores travertinos usados na casa, outras avariações diversas e fora, claro, a sujeira de lama que ficará dentro da casa após a água abaixar.

Projeto ícone do Modernismo, a casa desenhada por Mies Van Der Rohe passa por maus bocados mais uma vez. Essa é a sexta vez desde sua inauguração que a casa passa por uma avariação tão crítica devido a uma inundação. Mies até que preveu essas constantes cheias, mas parece que faltou pelo menos uns 3 metros a mais de descolamento para que fossem evitadas essas novas tempestades do sec. XXI, vindas com o efeito estufa.


Típica inundação "prevista" por Mies





A trajédia Farnsworth não diz só respeito a essa inundação em questão. O problema principal seria como evitar que a próxima cheia trouxesse o mesmo prejuízo, uma pergunta que ainda está no ar. A fundação criada para cuidar da casa está quebrada a anos, mais uma restauração histórica dessas ultrapassaria os milhões e o dinheiro das visitas que poderia ajudar nessa reforma já sofre perdas, pois a casa não poderá receber ninguém, por pelo menos um ano.


Farnsworth Hoje


Dentre as possibilidades para a salvação da casa estão macacos hidráulicos para levantá-la a uma altura segura, guincho e recolocação em terreno elevado feito por helicóptero e, claro, deixar do jeito que está e, quando precisar, reformar.

Realmente, eu, pessoalmente, não sei o que poderia ser feito. E considero esse fato uma tragédia principalmente devido a isso. Aliás, é mais que uma trajédia, é um dilema insolúvel que esbarra, principalmente nos conceitos de objeto e lugar que nós tanto nos debruçamos em nossos estudos.

Acredito que Mies não se importaria muito de relocar ou até destruir a casa. O problema é que sua obra já não pertence a mais a uma só ideologia ou um momento, portanto não esperem por uma solução tão cedo. O jeito mesmo é rezar para que esses furacões de nomes idiotas peguem um pouco mais leve na próxima.





ps.: engraçado é que a Casa da Cascata tem uma cachoeira passando dentro dela, mas é a Farnsworth que sempre inunda! (comentário ridículo, eu reconheço)

5 comentários:

Thiago Beck disse...

Realmente a coisa ficou feia lá na casa da Dona Farnsworth...

Henrique Gonçalves disse...

Esse negócio de menos é mais é foda, o cara acabou economizando onde não devia!
haehaehaehaehe

luciano l. basso disse...

é a maldição da bruxa...

Joao disse...

É precisamente em terrenos planos que as inundações são mais problemáticas. Em paisagens acidentadas, a água sabe bem por onde ir.

Marco Antonio Borges Netto - Marcão - revistacrise@email.com disse...

Uma pena.

Não conhecia essa obra.